A pandemia vai acabar e os paulistanos vão continuar com raiva do vírus

Os moradores da cidade de São Paulo terão 10 dias de férias pela frente. Férias assim, né… Para conter a circulação e evitar que as pessoas estejam nas ruas, Bruno Covas, prefeito de SP, antecipou 5 feriados de 2021 e 2022 para os dias 26, 29, 30 e 31 de março e 1 de abril, que se juntam ao feriado do dia 2 e ao final de semana.

Mas já não estava tudo fechado? Sim e não. Apesar da onda roxa, os dias continuam sendo dias úteis e quem pode trabalhar está trabalhando… A ideia agora é, de fato, parar.

  • Sabendo da situação do país, você já sabe o motivo da medida. Ontem, inclusive, a capital registrou a primeira morte por falta de leito para internação.

Outras medidas: segundo Bruno Covas, serão abertos mais de 640 leitos para COVID-19. Além disso, ele autorizou a despesa de R$ 500 milhões dos cofres do município para pagar o auxílio emergencial da cidade e socorrer os mais afetados pelas novas medidas.

Já prevemos um recorde de reclamações nos feriados de 2022. Nem vem com essa de que a pandemia vai durar até 2025… Somos otimistas por aqui.

Ainda sobre a COVID-19…

A vacinação está funcionando. Dois destaques que podem te entusiasmar:

  1. Em SP, após a vacinação, mortes de idosos entre 85 e 89 anos por COVID-19 caíram 51%. Não só lá, mas em vários outros locais do Brasil também.
  2. Quanto aos profissionais da saúde, no Brasil todo, os casos de COVID-19 caíram 36%.

Casos e mortes: ontem, foram registrados mais 2.724 óbitos e 86.982 casos em decorrência da COVID-19 por aqui.

O que mais é destaque no país?

Deixe uma resposta