Há um ano surgia um novo player no mercado de notícias

Era uma manhã de quarta-feira…

Por volta de 07:45 da manhã, um de nossos fundadores — recém-quarentenado, assim como a maioria dos brasileiros no dia 18/03/2020 — acordou, pegou seu café sem açúcar e ligou a TV. Naturalmente, devido a situação do país, colocou um noticiário tradicional para passar.

Menos de 5 minutos foram suficientes para desligar. COVID-19, casos confirmados, mortes e política. Só notícias ruins, pesadas, que além de não ajudarem nenhum telespectador a construir, eram difíceis de digerir.

Não muito satisfeito, sentou-se em frente ao seu notebook, pronto para se adaptar ao que viria a ser o primeiro de longos dias de lockdown e abriu seu e-mail. Não havia muito a ser feito, afinal, todos estavam aflitos… Pouca movimentação comercial, exceto para os serviços essenciais.

Surfando na internet, ele se deparou com uma notícia sobre a reação da Uber e da Lyft no enfrentamento à pandemia lá fora, num veículo de notícias internacional. Imediatamente, veio o estalo:

“Isso me parece mais interessante e relevante que apenas o número das mortes e a confirmação dos casos de coronavírus.”

“E se conseguíssemos vincular o que está acontecendo no cenário mundial, atrelado ao que é essencial aqui no Brasil, com um toque de business, mercado e tecnologia? De forma rápida, leve, inteligente e divertida? Nascia o the news.

Nesse mesmo dia, o garoto do café sem açúcar se aventurou — com muita, mas muita ingenuidade — a escrever as primeiras notícias da newsletter. Ao finalizar, enviou para um ex-colega de trabalho e pediu ajuda para revisão do texto. Muito mais que revisão, esse outro jovem foi brilhante e fez pontuações espetaculares naquele esboço.

Horas depois — acho que nesse dia demoramos umas oito no total —, a primeira edição do @the news.cc estava pronta e era enviada para uma lista de 259 e-mails, às 06:06 do dia 19/03/2020. O resto é história… (é provável que você não tenha sido um dos 200 e poucos primeiros. Caso queira ver o primeiro the news da história, é só clicar aqui. Desafio: confira a data e veja a evolução na escrita…)

  • 264 edições depois, milhares de pessoas acordam com nossas notícias diariamente e 44,2% dessas já tomam o café sem açúcar. risos.

Brincadeiras à parte — e sem mais terceira pessoa —, hoje acordamos com a sensação de que estamos criando um hábito extremamente positivo na vida das pessoas e ajudando uma geração a se tornar mais inteligente — e não só mais informada.

Obrigado por fazer parte disso! 🎈

Em meio a tantos e-mails indesejados e coisas querendo conquistar sua atenção, é uma honra — e responsabilidade também — ter um lugar especial na sua caixa de entrada todos os dias.

🥳 🎂 O primeiro de muitos aniversários que passaremos juntos! Um agradecimento muito especial a todos que, de alguma forma, contribuíram para que isso acontecesse — e isso inclui os puxões de orelha e os reposts do Instagram.

Parabéns também para o time do the news, que se dedica diariamente e com afinco nesse nobre trabalho. Estamos transformando — e incomodando um pouco — toda a dinâmica de um mercado! Aos nossos anunciantes, nosso muito obrigado. Que o próximo seja ainda melhor que esse!

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois

ECONOMIA

Os 100.000 pontos duraram pouco

Pouco, bem pouco. Os investidores se mostraram exigentes ontem — não adianta a economia global subir, tem que subir “de acordo”. 

CHAMPS

Etapa dos líderes

Em qualquer campeonato que percorra vários países do mundo, não há nada como competir em casa. Estar habituado ao local, sentir o clima e,