Um mundo completamente paralelo em Miami Beach

“Corona is over, winter is over. Get the vaccine and get back to business” Essas foram as palavras de um turista em Miami, ao ser entrevistado no final de semana. O que mais impressiona é que, aparentemente, esse não é um pensamento isolado, mas sim coletivo.

Pelo menos cem pessoas foram presas no último final de semana em Miami Beach por violarem algumas regras durante o Spring Break, feriado tradicional para muitos estudantes universitários americanos. Aliás, se você achou que o Réveillon no Brasil foi excessivo, saiba que Miami nos deixou pra trás…

O tumulto foi tanto que as autoridades municipais tiveram que declarar estado de emergência e emitir um toque de recolher — pelo menos, até 12 de abril — para as milhares de pessoas que se aglomeraram durante todo o final de semana.

Por que Miami? Além de ser um destino tradicional de muitos spring breakers, o governador da Flórida, já em setembro, suspendeu a maioria das restrições e limitou a extensão em que os governos locais poderiam impor restrições mais rígidas.

Três coisas chamam atenção: (i) o comportamento mais relaxado parece ser diretamente proporcional ao avanço da vacinação no país e (ii) a Flórida é o estado com maior densidade de casos da variante B.1.1.7 nos EUA, mais contagiosa e letal entre pessoas mais jovens (iii) boa parte dos festeiros não é de Miami.

Vamos ver no que vai dar… Por ora, clique aqui para ver o caos. Aqui há outra opção, para que você realmente tenha ideia do que estamos falando.

O que mais é relevante no mundo?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois

ECONOMIA

Os 100.000 pontos duraram pouco

Pouco, bem pouco. Os investidores se mostraram exigentes ontem — não adianta a economia global subir, tem que subir “de acordo”. 

CHAMPS

Etapa dos líderes

Em qualquer campeonato que percorra vários países do mundo, não há nada como competir em casa. Estar habituado ao local, sentir o clima e,