Um IPO “exclusivo” para os seus

Lembra da Robinhood? A corretora financeira focada em pequenos investidores, que se envolveu em polêmicas na época das altas surreais das ações da GameStop, enviou nessa semana um pedido confidencial de IPO à agência reguladora dos EUA.

A ideia é democratizar os IPOs, começando pelo seu próprio. Tradicionalmente, bancos e empresas de investimento controlam as alocações aos investidores em novas listagens na Bolsa. Hoje, a maioria dos investidores amadores não pode comprar ações de uma empresa recém-listada, até que suas ações comecem a ser negociadas.

O plano: separar uma parte das ações do IPO para seus 13 milhões de usuários, usando sua própria tecnologia para administrar as ofertas.

Olhando além… A novidade pode aquecer a relação entre a Robinhood e seus usuários, que deu uma esfriada depois que a plataforma restringiu as negociações das “meme stocks”, na época da GameStop.

O que mais é bom saber em tecnologia?

Deixe uma resposta