O varejo de cara nova

O ano de 2020 foi bem complexo para o varejo. São três pontos principais:

  1. O e-commerce ganhou 13 milhões de novos clientes no Brasil.

  2. Foram fechadas 75 mil lojas.

  3. B2WVia VarejoMagazine Luiza e Mercado Livre somados fizeram aproximadamente R$ 146 bilhões em GMV (volume bruto de mercadoria).

Como dizem, dinheiro não se rasga, ele muda de mão. Durante a pandemia, o digital foi a única forma possível para fazer negócios e, quem se adaptou, naturalmente saiu ganhando. O ponto é que a adaptação foi mais “fácil” para alguns.

As grandes empresas naturalmente têm mais capital para um bom time de software e tecnologia, recursos para marketing e experiência em logística. Isso as deixa — bem — mais preparadas para o momento, tomando uma fatia cada vez maior no mercado.

Por outro lado, essas companhias criaram grandes oportunidades com a criação de marketplaces, permitindo que pequenos comerciantes vendessem em suas plataformas.

Resumo da ópera: resta a cada um agir da melhor forma possível, de acordo com suas circunstâncias.

Deixe uma resposta