Um ano depois… 

A Câmara aprovou, ontem, a criação de um programa emergencial para o setor que mais sofre com a pandemia: o de eventos e entretenimento.

  • O segmento foi o primeiro a fechar e será o último a se restabelecer. Muito além dos promoters de Instagram com suas vantagens para aniversariantes, a proibição de eventos afeta os segmentos de serviço, limpeza, segurança, som e iluminação.

Quem vai poder aderir ao programa: companhias de hotelaria, cinemas, casas de festas, empresas que realizam congressos, feiras, shows, festas e eventos de um modo geral (culturais, esportivos, sociais…) e buffets.

O que o projeto prevê? Os débitos dessas empresas com o Fisco poderão ser parcelados e descontados em até 70%. Alguns impostos passam a ter alíquota zero por 60 meses e o Programa Emergencial de Acesso a Crédito será estendido até o final do ano.

  • Esses benefícios vêm do Orçamento e do Tesouro, além de 3% do dinheiro arrecadado com as loterias da Caixa e da Lotex.

E tem mais… Se o texto for sancionado pelo presidente, as empresas que perderam mais de 50% do faturamento entre 2019 e 2020 serão indenizadas.

O que mais é destaque no país?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

TECNOLOGIA

O unicórnio ultra-rápido

Daki. Com apenas 10 meses de operação, a startup brasileira — com um tempero mexicano — se tornou o mais novo

DICAS

A sexta-feira do ano chegou

Dezembro chegou, e com ele a famosa sexta-feira do ano. Libere a tensão para conseguir retomar o rumo na segunda-feira —