A relação de uma “Plant Based Company” de US$ 10B com o mercado brasileiro

Uma carne pra lá de lucrativa. Você já sabe que o mercado de plant based foods está crescendo bastante e já deve ter visto produtos assim nas gôndolas de supermercado por aqui. O que talvez você não saiba é que isso pode ser muito rentável e o que uma das maiores empresas do setor no mundo está orquestrando…

Será que é realmente tendência? Bem… Nos Estados Unidos, a venda de produtos à base de plantas aumentou 27% em 2020. Para se ter uma ideia, a empresa aumentou sua distribuição no varejo durante o ano passado, saindo de 150 lojas para mais de 20.000 grandes supermercados.

Trazendo para nosso contexto… Agora fica mais interessante. Muito embora o Brasil seja um dos países que mais consomem carne e ocupe o 5º lugar no ranking mundial, os brasileiros estão mudando seus hábitos de consumo da proteína animal.

  1. Quase metade (47%) dos brasileiros reduziu o consumo de carne em 2020;

  2. Aproximadamente 60% dos participantes afirmou ter comido alternativas vegetais à carne pelo menos uma vez por semana.

Apesar desses números também serem influenciados pelo aumento do preço da carne por aqui, esse fenômeno é chamado por alguns de flexitarianismo e representa um influente grupo de consumo, que passou de 29% em 2018 para 50% em 2020. Uma excelente oportunidade para os negócios que desejam se consolidar na área.

Além da Fazenda Futuro — que já citamos aqui e é quase uma réplica brasileira da Impossible —, empresas tradicionais também estão apostando forte no segmento.

A Sadia, por exemplo, acredita que em dois anos a proteína vegetal representará 10% da receita da empresa.

Quer mais um estímulo? De 2014 a 2018, a oferta de produtos veganos nos supermercados brasileiros registrou um crescimento de 677% e já ocupamos a sexta colocação como o país que mais lança produtos para o público vegan ou flex. risos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

MUNDO

Nem vem com essa, COVID

Cientistas da África do Sul identificaram uma nova variante do COVID-19, com um número “muito incomum” de mutações, e temem