O fim da guerra mais longa da América

É hora das tropas norte-americanas voltarem para casa. Joe Biden revelou, ontem, seus planos para trazer as tropas do país de volta do Afeganistão a partir de maio, após duas décadas em campo.

A guerra: os militares americanos foram para o país depois do ataque às Torres Gêmeas. Para Biden, com Bin Laden morto e a Al Qaeda degradada na região, os objetivos foram alcançados e é hora de colocar um ponto final.

O confronto foi instaurado contra as organizações terroristas da região, não com o Afeganistão, que é aliado dos EUA no combate a esses grupos.

  • Hoje, cerca de 2.500 soldados americanos estão no Afeganistão. Além desses, 7.000 da OTAN, que também devem retirar suas forças se os EUA o fizer.

O orçamento também pesa… Até o final do ano passado, essas operações militares custaram US$ 824,9 bilhões. Guerras são bem caras.

Qual o argumento contrário ao plano do presidente? A preocupação da Comunidade de Inteligência dos EUA é que a retirada das tropas abra caminho para Talibã, grupo que dominou o Afeganistão de 1996 a 2001.

Zoom Out: Por trás da retirada das forças do Afeganistão, está a mudança de foco para as ameaças crescentes da Rússia e da China. No entanto, Biden disse que o trabalho humanitário e diplomático continua, assim como o apoio ao país.

O que mais é destaque no país?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

TECNOLOGIA

O unicórnio ultra-rápido

Daki. Com apenas 10 meses de operação, a startup brasileira — com um tempero mexicano — se tornou o mais novo

DICAS

A sexta-feira do ano chegou

Dezembro chegou, e com ele a famosa sexta-feira do ano. Libere a tensão para conseguir retomar o rumo na segunda-feira —