Mudanças no Instagram e a última carta de Bezos

São dois assuntos muito legais para te deixar à parte. Aliás, talvez você já saiba um deles, até porque você deve ter enviado algo no DM do Instagram ontem. Já sabe do que estamos falando? Pois é.

Ontem, o Instagram disponibilizou as mudanças nos directs e introduziu algumas funcionalidades relevantes em sua ferramenta de chat. Basicamente, agora você responder mensagens específicas, assim como faz no WhatsApp, e conversar diretamente com usuários do Facebook — se é que isso é útil.

Além disso, você pode reagir a um direct com qualquer emoji e não apenas com o ❤️ como “antigamente”. Outra coisa interessante é que você pode alterar a cor do seu tema e enviar mensagens que desaparecem, estilo Snapchat.

Qual a estratégia? Construir um Frankstein com cara de Messenger, risos. Na verdade, a ideia é que cada vez mais as pessoas passem mais tempo no Instagram e que exista uma integração maior entre as plataformas da empresa mãe, Facebook.

Antes de reclamar, lembre-se que eles testam isso com vários usuários antes de lançarem a versão para a massa e que, no fim das contas, você sempre se acostuma. É só se lembrar da mudança do botão das notificações para a sacolinha… Se é que você lembra. risos (2).

Extra: A mudança também permite a você decidir quem pode e quem não pode te enviar mensagens, o que antes não era tão simples assim.

O outro assunto legal…

(Imagem: elife | Reprodução)

Jeff Bezos, o fundador da Amazon e homem mais rico do mundo, escreveu ontem sua última carta aos acionistas da empresa, como CEO. Há dois meses, ele informou que deixaria o cargo em algum momento esse ano.

  • Aos que gostam de negócios, empreendedorismo ou simplesmente de liderança, vale ler cada palavra. Por melhores de síntese que possamos ser, vale a leitura, independente dos próximos spoilers, que nos chamaram muita atenção.

Alguns números… A empresa lucrou mais de US$ 20 bilhões em 2020, tem mais de 200 milhões de assinantes do Prime e mais de 100 milhões de casas com a nossa querida Alexa. PS: Todas sabem ler o the news. É só instalar nossa skill.

O mais impressionante: A empresa já gerou mais US$ 1,6 trilhão em riqueza para os acionistas desde 1997 — é quase um Brasil inteiro.

Jeff também citou o desejo de se tornar, além da empresa mais centrada no cliente do planeta, a melhor empresa para se trabalhar no mundo, já se mostrando atento aos recentes conflitos com funcionários. Repetimos, vale muito a pena ler. É só clicar.

Deixe uma resposta