Um movimento separatista no futebol mundial

Um feito marcante na história do futebol. Doze dos principais clubes de futebol do mundo anunciaram que estão começando a Super League, um nova liga de futebol totalmente desvinculada da FIFA e da UEFA.

Real Madrid, Juventus, Manchester United, Chelsea e Barcelona estão entre os times fundadores do torneio, que pretende ter 20 equipes e sua primeira temporada em 2023.

O torneio foi duramente criticado e ameaçado pelas autoridades tradicionais do futebol. Até mesmo o presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro ministro britânico, Boris Johnson, criticaram o movimento separatista.

Mas qual o motivo? Autonomia e receita. A Super Liga já começa com US$ 400 milhões para cada time, simplesmente por participar. Para se ter uma ideia, isso é quatro vezes mais que o campeão da Champions League arrecada se ganhar a competição atual.

A importância do movimento… O JP Morgan, um dos maiores bancos do mundo, não só apoia o projeto, como pretende disponibilizar uma linha de crédito de US$ 6 bilhões (mais de R$ 33 bilhões na cotação atual) para ser distribuída em empréstimos aos clubes.

Se a moda pega por aqui… Provavelmente é o que o Benchimol e o André Esteves devem estar pensando ao ler essa notícia aqui no the news.cc. risos.

Já que falamos nisso, o que mais é destaque no esporte?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois

ECONOMIA

Os 100.000 pontos duraram pouco

Pouco, bem pouco. Os investidores se mostraram exigentes ontem — não adianta a economia global subir, tem que subir “de acordo”. 

CHAMPS

Etapa dos líderes

Em qualquer campeonato que percorra vários países do mundo, não há nada como competir em casa. Estar habituado ao local, sentir o clima e,