Tchau, Cabify…

Ontem, o Cabify — aplicativo de transporte concorrente da Uber — anunciou em suas redes sociais que vai encerrar suas operações no Brasil a partir de 14 de junho.

  • Até então, o app funcionava em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Santos e São Paulo.

Por que nos deixaram? 1) Falta de rentabilidade e 2) “Grave crise sanitária no país”. Ao menos, esses foram os motivos apontados pela empresa.

No comunicado, o Cabify disse que tem um forte compromisso com rentabilidade e, segundo o aplicativo, a crise de saúde e econômica dificulta a criação de valor. As operações continuam na Espanha e também em outras cidades da América Latina.

Se você adorava o Cabify, é melhor já ir se despedindo… Será possível fazer corridas até a data de encerramento, mas os motoristas do aplicativo devem começar a migrar (se já não o fizeram) para outras plataformas.

Para recordar: O aplicativo chegou ao Brasil em 2016 e, no ano seguinte, seu controlador, o grupo Maxi Mobility, comprou a Easy Taxi, depois incorporada ao Cabify.

Não é fácil brigar com gigantes, ainda mais quando não se é o primeiro. A estratégia de “cashburn” da Uber — gastar muito dinheiro para adquirir o máximo de clientes possível, sem se preocupar com o lucro, inicialmente — parece estar vingando. Menos um concorrente em um dos maiores mercados do mundo.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois