A compra do Yahoo foi um mau negócio para a Verizon

Saudades do Yahoo respostas. A Verizon, operadora telefônica dos EUA, acaba de anunciar a venda da AOL e do Yahoo por pouco mais da metade do que pagouPor que deu ruim?

  • Vamos falar sobre isso mas, antes, os números: a venda avalia os negócios em US$ 5 bilhões, sendo que o preço de compra pelo par foi de US$ 9 bilhões.

Num tempo não tão distante…

As pessoas se conectavam à internet pela AOL, cuja página inicial era o Yahoo. Em seus tempos áureos, a AOL tinha uma capitalização de mercado de mais de US$ 200 bilhões e o Yahoo, mais de US$ 125 bilhões.

A Verizon comprou as companhias buscando adentrar na indústria de mídia. Com o tempo, as plataformas adquiridas ficaram pra trás, não se adaptando muito bem às novas tecnologias e ao sucesso das BIG TECHSA saída, então, é se concentrar em seus negócios de rede telefônica e no 5G.

Quem comprou? A Apollo Global Management, uma empresa de capital privado. Desse lado, pode ter sido um bom negócio, afinal, o Yahoo ainda é o 11º site mais popular do mundo, e 1,5 milhão de pessoas pagam uma assinatura mensal à AOL.

Mas a Verizon ainda vê algum valor… A empresa manterá uma participação de 10% no Yahoo, indicando não desacreditar das companhias por completo.

Mudando totalmente de assunto… 🛹

O Clubhouse, que chegou com toda a moral, parece estar perdendo um pouco de seu brilho. Ele foi baixado cerca de 900.000 vezes em abril. Muita coisa? Bom…

  • Isso representa uma queda de 66% em comparação às 2,7 milhões de instalações em março, e é ainda mais abaixo da máxima de 9,6 milhões em fevereiro.

O CEO da empresa, Paul Davidson, já afirmou que o app chegará também ao Android e que a ideia é não precisar mais de convite para entrar.

Além disso, foi lançada, no último mês, a ferramenta que permite o envio de dinheiro pelos usuários aos criadores de conteúdo, o que tende a chamar a atenção de influencers e, consequentemente, atrair mais público. Será que os downloads voltam a subir?

Deixe uma resposta