Início de um modelo de assinatura no Twitter?

O Twitter anunciou, ontem, a aquisição de uma plataforma que bloqueia os anúncios do seu navegador, chamada Scroll. O motivo? Seu futuro modelo de assinatura.

Como assim? A rede social tem grande parte de sua receita advinda de anúncios e posts patrocinados em sua plataforma — aliás, parecem existir mais banners de anúncios do que tweets no feed — e quer diversificar a fonte geradora de dinheiro.

As recentes aquisições da plataforma indicam que um plano de assinaturas no app do passarinho azul está próxima, e há quem diga, inclusive, que a saturação de anúncios é proposital.

  • Até ontem, muitos poderiam considerar isso uma teoria da conspiração, mas, agora, com a aquisição da Scroll, a ideia parece cada vez mais real.

A tecnologia adquirida permite que sites e aplicativos possam deixar de mostrar anúncios para determinados usuários, ou melhor, para aqueles que se dispõe a pagar uma assinatura mensal de 5 dólares.

Olhando o todo… Com mais de 330 milhões de usuários mensais ativos, esse novo driver de receita pode ser game changer para o Twitter e talvez para outras redes sociais e serviços gratuitos. Seria um futuro para esse jornal? risos.

O que mais é destaque em tecnologia?

Deixe uma resposta