Argentina interrompe exportações de carne por um mês

Contente-se com o chorizo uruguaio. A Argentina, um dos 5 maiores exportadores de carne do mundo, anunciou a suspensão de suas vendas para o exterior por 30 dias.

O raciocínio: Se não podem vender pra fora, os produtores vão aumentar a oferta no país, o que tende a fazer com que os preços locais caiam. Há quem diga, no entanto, que o sistema funciona em ciclos — sendo o atual momento um ciclo de alta — e que não exista essa relação direta entre as exportações e o preço interno da carne.

Mas onde entra o Brasil? 🇧🇷

Nós exportamos mais carne que os hermanos, logo, a decisão nos afeta diretamente. Para compensar a redução da oferta argentina, a demanda externa, principalmente da China, deve precisar de mais carne brasileira, o que favorece nossos produtores.

Por outro lado… Isso pode abrir espaço para que o preço da carne também aumente por aqui, renovando possíveis máximas. Só para lembrar, em 2020, a carne bovina subiu 35,22%, sendo um dos motivos a alta na exportação.

E as empresas brasileiras? As ações da Marfrig e da Minerva, listadas na Bolsa, caíram ontem. Isso aconteceu porque ambas operam no país vizinho, e, se os produtores argentinos vão lotar os açougues, vai sobrar menos espaço para elas. Tudo interligado…

O que mais é relevante no país?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois

ECONOMIA

Os 100.000 pontos duraram pouco

Pouco, bem pouco. Os investidores se mostraram exigentes ontem — não adianta a economia global subir, tem que subir “de acordo”. 

CHAMPS

Etapa dos líderes

Em qualquer campeonato que percorra vários países do mundo, não há nada como competir em casa. Estar habituado ao local, sentir o clima e,