O Brasil terá sua própria moeda digital?

Não se sabe quando, mas o caminho está se abrindo. O Banco Central divulgou, ontem, as diretrizes para a criação de uma moeda digital, como uma extensão da moeda física.

  • O BC diz que tem promovido discussões internas e internacionais sobre o tema, buscando acompanhar a evolução tecnológica da economia brasileira.

Um ponto de atenção… O responsável pela provável futura frente realçou que a moeda digital será diferente das criptomoedas. Segundo ele, os criptoativos — como o Bitcoin — têm características de ativos, não de moeda. Sobre esses, o Banco Central continua opinando serem arriscados.

Quais as diretrizes? Aqui estão algumas:

  1. Ênfase na possibilidade de desenvolvimento de modelos inovadores;

  2. Previsão de uso em pagamentos de varejo;

  3. Capacidade para realizar operações online e, eventualmente, até offline.

Mas vai demorar… A expectativa é que as condições necessárias para a implementação da moeda sejam reunidas em dois ou três anosSerá que, no futuro, o dinheiro físico vai se tornar obsoleto?

Mudando de assunto…

Nessa quinta-feira, acontecerá o Dia Livre de Impostos. Para quem não conhece, nessa data, lojistas prometem descontos de até 70%, sem os tributos cobrados pelo governo.

  • São mais de mil lojistas de todo o país participando e, dessa vez, o evento incluirá o online. Para ver as empresas participantes, clique aqui.

A iniciativa é promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem, com o objetivo de alertar a população sobre o alto volume de impostos pagos e sensibilizar as autoridades sobre a carga tributária que recai sobre o setor varejista. Dia de compras?

O que mais é destaque no país?

Deixe uma resposta