Estudo que promoveu vacinação em massa mostra resultados bem positivos

Alguém aí queria morar em Serrana? O Instituto Butantan realizou um estudo na cidade do interior de São Paulo, para analisar a efetividade da CoronaVac, bem como os efeitos de uma vacinação em massa, mesmo que em uma cidade pequena.

Pelo visto, foi sucesso. Ontem, os resultados foram mostrados e, com quase 96% da população adulta totalmente vacinada, o número de mortes por COVID-19 reduziu em 95%, enquanto o número de casos sintomáticos caiu 80%. Já a quantidade de hospitalizações teve uma queda de 86%.

Um ponto interessante… Entre os cerca de 45 mil habitantes da cidade, 38% são menores de idade. Isso significa que eles não puderam tomar a vacina, mas, mesmo assim, houve diminuição no número de casos nessa faixa etária, o que, segundo o estudo, reforça a vacinação como uma medida de saúde pública, e não somente individual.

  • Então, com o andamento da vacinação, a possibilidade de um retorno às aulas aumenta mesmo que crianças e adolescentes não estejam vacinados, por conta dessa “imunização indireta”.

Além disso, o estudo mostrou a efetividade da CoronaVac contra a variante brasileira P.1, que surgiu em Manaus e que é a mais predominante na região onde Serrana está inserida. Boas notícias…

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois