O varejo preferia o lockdown?

Não que isso contrarie o anúncio que você acabou de ler, mas as vendas no varejo caíram 1,3% nos EUA em maio e, por incrível que pareça, isso pode ser uma coisa boa. Como assim?

  • Provavelmente, com o isolamento, você diminuiu o quanto gastava em viagens e restaurantes e passou a deixar mais dinheiro no supermercado e no e-commerce.

Ou seja… O setor de serviços estava nas baixas, enquanto o varejo segurava as pontas. Agora, é a vez dos dois coexistirem de novoOlhem só esse gráfico:

Azul = restaurantes (serviços) | Vermelho = supermercados (varejo)

Analisando o gráfico, fica claro que o destino do dinheiro das pessoas mudou durante a pandemia. Inclusive, vimos o preço de vários itens subir devido ao aumento da procura por certos produtos.

Agora, os gastos estão voltando ao normal, e pode ser que a demanda por serviços alivie a pressão das cadeias produtivas. Com certeza você ouviu que tal produto ficou mais caro porque não estava chegando durante a pandemia…

Conclusão? Uma economia precisa de bens e de serviços para se manter equilibrada. Em 2021, os shows e aglomerações (nos países onde for possível) podem ajudar. risos.

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Deixe uma resposta