A alta nos juros e o fechamento da bolsa

Alta na Selic. Nessa quarta-feira, o Banco Central elevou a nossa taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual. O anúncio foi feito pelo Copom, sendo a terceira alta seguida, o que deixa a taxa nos 4,25%.

  • A expectativa do mercado era essa e foi, inclusive, intensificada com o valor do IPCA — que mede a inflação — divulgado na semana passada. A projeção da Selic para o final do ano gira em torno de 6,25% e 6,5%.

Já lá fora… Apesar de elevar a expectativa para a inflação americana, o Fed manteve os juros entre 0% e 0,25%. Além disso, decidiu continuar com a compra dos ativos de US$ 120 bilhões e aumentaram a expectativa do PIB americano deste ano de 6,5% para 7%. Quem pode, pode. risos.

E como ficou a bolsa por aqui? 

No vermelho. O Ibovespa teve queda de 0,64%, fechando aos 129.259 pontos. O que mais puxou o índice pra baixo foram as ações da Vale e de siderúrgicas, que caíram por conta da baixa no minério de ferro e no aço — principalmente por conta da preocupação do mercado com possíveis medidas de controle por parte do governo chinês.

O que mais é destaque em economia?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Deixe uma resposta