O dólar e o Bitcoin têm algo em comum

Ambos estão em queda, embora os motivos não tenham nada a ver. Vamos por partes…

  1. Dólar: a moeda ficou abaixo de R$ 5,00 pela primeira vez em um ano, por causa da percepção de uma política mais frouxa nos EUA e mais dura por aqui. Esse match tende a atrair liquidez para o mercado brasileiro. A atual cotação é de R$ 4,96.
  2. Bitcoin: a criptomoeda chegou a ser cotada abaixo de US$ 30.000, seguindo, principalmente, a repressão da China aos mineradores de Bitcoin. Será que o inverso vai ser duro para as criptomoedas?

Para completar as baixas… Ontem, o Ibovespa caiu 0,38%, aos 128.767% pontos. O principal motivo foi a expectativa de que o Banco Central eleve a Selic — nossa taxa básica de juros — de forma mais forte em 2021. Juros mais altos = menos estímulos.

Agora vamos falar de alta ⬆️

Paulo Guedes, ministro da Economia, decidiu propor a volta dos impostos sobre lucro e dividendos com uma alíquota de 20%. Ao que parece, o motivo é compensar o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda de R$ 1,9 mil para R$ 2,4 mil.

O que mais é destaque economicamente falando?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Deixe uma resposta