Menos é mais até nas horas de trabalho?

Como se a aurora boreal e a Blue Lagoon não fossem o bastante, os islandeses têm outro motivo para se “acharem”: um dia a mais de folga na semana — ou um dia a menos de trabalho.

Como assim? Em junho, 86% da população ativa da Islândia teve sua escala diminuída para apenas 4 dias semanais, sem nenhuma diminuição no salário.

Esse fenômeno vem depois de uma pesquisa feita no país, de 2015 a 2019, em que 2.500 funcionários tiveram sua semana encurtada de 40 para 35-36 horas de trabalho, ganhando o mesmo tanto. Os resultados:

  • A produtividade permaneceu a mesma ou melhorou na maioria dos locais;
  • Os trabalhadores se sentiram menos estressados ​​e viram melhora na saúde mental — para a surpresa de um total de 0 pessoas.

Além da Islândia, outros países e empresas ao redor do mundo estão testando os finais de semana sempre prolongados. A Espanha e o Japão são exemplos disso, além da Unilever, na Nova Zelândia.

Será que a tendência vai chegar até a sua empresa? Se a moda pegar, espere pelo the news só de segunda a quinta… Brincadeira. risos.

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta