A provável isenção dos fundos imobiliários e a bolsa nessa segunda-feira

Os fundos imobiliários devem se safar dessa. Nessa segunda-feira, os investidores do setor se animaram ao saber que os FIIs devem continuar isentos de taxações, diferentemente do que o texto da reforma tributária enviado pelo governo previa.

Explicando… No final do último mês, o ministério da Economia enviou ao Congresso a segunda parte do texto da reforma tributária, sendo uma das medidas propostas a tributação sobre dividendos de empresas de capital aberto.

Agora, no entanto, o ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Arthur Lira, parecem já estar de acordo de que a tributação sobre fundos imobiliários — especificamente — deve ser retirada da proposta.

Não há nada confirmado, mas… O mercado reage rápido. O índice que acompanha o desempenho dos principais fundos imobiliários com cotas negociadas na bolsa, o IFIX, fechou a segunda-feira em alta de 1,3%, na máxima do dia.

No mesmo sentido, o governo deve rever a tributação de dividendos entre empresas — mudança que afetaria, principalmente, companhias no modelo de holdings. A expectativa no momento é que a medida saia do pacote, o que puxou a bolsa pra cima.

Falando em bolsa… 📊

Ontem, o Ibovespa fechou no verde depois da B3 ter ficado fechada na última sexta-feira. Ontem, então, foi dia de alinhar com a alta lá de fora, depois de um relaxamento dos investidores em relação à recuperação econômica pelo mundo.

Em números: O índice fechou com uma alta de 1,73%, a 127.593 pontos, o maior ganho diário desde maio.

O que mais é preciso saber economicamente falando?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta