Seu carro usado nunca valeu tanto no BR

É sério. Se você tem um carro com 4 a 10 anos de uso, saiba que ele está valendo mais do que valia há um ano. Por mais que pareça contraditório, é exatamente isso que está acontecendo no momento.

O principal motivo? Muita demanda e pouca oferta. As pessoas estão querendo comprar carros, mas o mercado não consegue entregar. Tanto nos seminovos e usados, quanto nos novos.

1) Carros rodados

De janeiro a junho, houve uma alta de 81% no emplacamento desses veículos, em comparação com 2020. A média diária de vendas do setor totalizou 59.037 transações — um aumento de 7,8% em relação às 54.768 do mesmo período de dois anos atrás.

2) Carros zero-quilômetro

preço médio dos veículos zero-quilômetro também subiu bastante esse ano. Hoje, no Brasil, o carro mais barato do mercado é o compacto urbano Fiat Mobi, que parte de R$ 44.000 no modelo Easy — ele custava R$ 38 mil em janeiro (+15,8%).

Por quê?

Você deve se lembrar que várias fábricas chegaram a ficar fechadas temporariamente em abril por causa do coronavírus e da falta de chips semicondutores, que são fundamentais na produção dos veículos.

A escassez de peças não só atrasou a entrega de inúmeros veículos novos, como ainda está forçando fábricas a interromperem a produção. Ontem, a Volkswagen disse que vai parar de novo — pela terceira vez no ano — e a Hyundai também vai interromper montagens por falta de chips.

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta