Biden se pronuncia em meio ao caos no Afeganistão

Desastre. Desde que o Talibã começou a tomar conta do Afeganistão, um dos discursos mais esperados era o de Joe Biden, afinal… foi ele quem ordenou a retirada das tropas norte-americanas do país, o que abriu caminho para a situação atual.

Ontem, enfim, Biden se pronunciou e assumiu que as coisas aconteceram mais rápido que o esperado. Ele também disse que não se arrepende da decisão, já que os EUA não podem participar de uma guerra que nem o próprio Afeganistão está disposto a lutar. 

Biden também afirmou que, se o Talibã atacar americanos, haverá uma resposta rápida e agressiva, e saiu da coletiva sem responder às perguntas dos repórteres.

A relevância: As cenas ficam mais desesperadoras a cada dia — como essa de pessoas caindo de cima de um avião ao tentarem fugir do país. Com isso, muitos criticam a forma como a retirada foi executada pelo governo Biden.

Para ficar atento… Com a saída dos EUA do Afeganistão, cresce o poder da China na Ásia Central, que, inclusive, já disse que deseja ter ‘relações amistosas’ com os talibãs.

A situação das mulheres afegãs 🇦🇫

Com o Talibã no poder, teme-se que a população feminina do Afeganistão perca seus direitos civis.

  • Isso porque, na última “era” do grupo no comando do país, as mulheres não podiam i) frequentar a escola, ii) trabalhar fora de casa, iii) sair desacompanhadas e com seus rostos e corpos descobertos.

Zoom Out: A situação também deve preceder um grande volume de refugiados nos países vizinhos, já promovendo discussões sobre isso. O Reino Unido, por sua vez, já anunciou que vai permitir a entrada de afegãos fugindo do Talibã.

O que mais é destaque no cenário mundial?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta