Crianças gastando e varejo em queda

Ontem, o Departamento do Comércio dos Estados Unidos informou que as vendas no varejo caíram 1,1% em julho. Mais que o número cru, é importante analisá-lo.

escassez generalizada de chips semicondutores, essenciais para a produção de veículos, causou uma grande baixa na oferta dos automóveis e de outros bens, como eletrodomésticos, micro-ondas e geladeiras.

Tem também o fator Bezos… risos. A Amazon antecipou o Prime Day (evento anual de descontos da varejista) de julho para junho, fazendo as vendas online despencarem.

Mas, por outro lado…

É importante entender que o varejo não inclui setores como saúde, educação, viagens e hospedagem e, com a reabertura, houve uma transição dos gastos de bens para esses serviços. O medo, agora, é que a variante Delta desacelere esse “boom”.

Com a volta ao ensino presencial, espera-se que os gastos totais com a retomada às aulas atinjam um recorde de US$ 37,1 bilhões esse ano, uma alta anual de quase 10%. As crianças querem chegar na escola com a mochila do desenho animado do momento.

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta