Pornô sem conteúdo sexualmente explícito?

Plot twist. A plataforma de “entretenimento adulto” OnlyFans anunciou, ontem, que vai proibir conteúdos sexualmente explícitos. Basicamente, é como se o Spotify não permitisse que artistas lancem mais músicas. Calma… Não conhece? 

  • O OnlyFans é, basicamente, um site em que pessoas vendem o acesso a seus perfis, geralmente contendo fotos e vídeos, no mínimo, sensuais. 

Ao que parece, a nudez ainda será permitida, mas agora terá que seguir algumas diretrizes. Não sabemos quais… Talvez um nu mais artístico? risos. 

A indústria pornográfica:

Uma das mais polêmicas, mas também das mais lucrativas. Prova disso é o aumento da projeção de receita do OnlyFans, de US$ 375 milhões em 2020 para US$ 1,2 bilhão em 2021.

Mas, se está dando lucro, por que mudar? Simples. Apesar do crescimento, estava sendo difícil atrair investimentos devido ao conteúdo adulto. Alguns fundos, inclusive, são legalmente proibidos de investir no setor.

Qual a relevância disso? O OnlyFans tem seus “influencers”. Mais de 2 milhões de criadores desenvolveram negócios no canal e agora, sofrerão esse impacto.

Até a Anitta tem o seu, por US$ 4.99 por mês, e há quem ganhe, por exemplo, mais de US$ 1 milhão por ano. Nada mal…

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta