Biden ordena auxílio imediato e Boris Johnson convoca reunião do G7

Afeganistão. Exatamente uma semana depois do domínio da capital Cabul pelos talibãs, lideranças mundiais começam a se posicionar diante da situação caótica do país, que viveu 7 dias intensos.

Como estão as coisas por lá? Além da transição social e nos comportamentos, mais de 20 mil pessoas — dentro e ao redor do aeroporto — aguardam, na expectativa de conseguir voos para deixar o país nos próximos dias.

  • O tumulto é tanto que, ontem, inclusive, militantes do Talibã dispararam tiros para o alto dentro do local na tentativa de manter a organização das filas.

A reação dos americanos…

Com a gravidade da situação e a pressão internacional, o presidente americano ordenou ao Pentágono que acione companhias aéreas americanas para auxiliarem na retirada de pessoas — e não só americanos — do país.

A relevância: Essa é apenas a terceira vez na história que o governo americano ordena que empresas aéreas comerciais contribuam em esforços miliares. Obrigatoriamente, nas próximas semanas, 18 aviões deverão realizar voos específicos para ajudar na retirada.

Enquanto isso… A ONU pediu que os países que fazem fronteira com o Afeganistão, ou estão próximos, deixem suas “portas” abertas para receber entrada de imigrantes. Há quem já esteja construindo muros pra evitar refugiados.

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta