Desemprego cai para 13,7%, mas tempo sem emprego aumenta

Um cenário curioso no Brasil. Depois de atingir um pico em março, a taxa de pessoas sem emprego no Brasil recuou e teve uma diminuição considerável nos últimos meses. Saímos de 15,1% para 13,7%, segundo dados do IPEA.

O motivo? Como você pode imaginar, o retorno à normalidade. A ocupação aumenta conforme o movimento das pessoas cresce. É só pensar que com mais gente circulando, existe maior demanda por serviços.

O crescimento recente das contratações tem ocorrido, principalmente, em setores que empregam relativamente mais mão de obra informal, como a construção civil, restaurantes e os serviços domésticos.

Por outro lado… Um cenário preocupante

O tempo de permanência desempregado dos brasileiros aumentou. O percentual de trabalhadores desocupados por 6 meses consecutivos (dois trimestres) saiu de 47,3% no ano passado para 73,2% esse ano.

O que mais preocupa? Alguns estudos sugerem que quanto mais tempo alguém fica sem trabalhar, mais difícil é a volta ao mercado de trabalho, o que pode acabar gerando efeitos ainda piores a longo prazo para a economia.

Além disso, o que mais é importante saber no país? 🇧🇷

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

COMPARTILHE

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ