Será que os jovens estão mesmo fumando menos?

Caiu. O uso de cigarros eletrônicos — aqueles que parecem um pen drive — por adolescentes caiu drasticamente em 2021. Esse é o segundo ano consecutivo de queda, segundo as autoridades americanas.

  • 2021 | 11,3% utilizam cigarros eletrônicos;
  • 2020 | 19,6% — no ápice do ano pandêmico;
  • 2019 | 27,5% — antes do fenômeno COVID-19 aparecer.

Qual a relevância disso? Nos últimos anos, no mundo todo, o cigarro eletrônico ganhou força e registrou uma disparada de cerca de 13x no consumo entre os jovens, passando de 1,5% para 20,8%.

Assim, apesar da pesquisa ter sido realizada apenas entre jovens norte-americanos que estão no Ensino Médio, os dados podem refletir o cenário atual de uma tendência de toda a geração.

Por que preocupa? Simples. Boa parte dos danos do cigarro eletrônico ainda são desconhecidos, o que fez com que os EUA banissem a venda dos e-cigs e vapes saborizados durante o governo Trump.

PS: Como os declínios ocorreram durante a pandemia, alguns especialistas em saúde pública questionaram se os dados realmente mostram uma mudança efetiva ou se foi “maqueado” pelo coronavírus. Isso, só o retorno à normalidade vai dizer.

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

MUNDO

Nem vem com essa, COVID

Cientistas da África do Sul identificaram uma nova variante do COVID-19, com um número “muito incomum” de mutações, e temem