Dose de reforço se torna exigência para imunização completa em Israel 

Uma mudança e tanto. Autoridades de Israel anunciaram ontem que o país vai cancelar o passaporte da vacina de mais de um milhão de israelenses que não tomaram a terceira dose, depois da primeira grande mudança nos protocolos da vacinação.

O que está acontecendo? Novas regras foram implementadas no país e, agora, a tal dose de reforço será necessária para que alguém seja considerado completamente imunizado e tenha um passaporte de vacina válido.

  • O país foi o pioneiro a oferecer a 3ª dose para maiores de 12 anos, e foi lá que os passaportes de vacina começaram a ser utilizados efetivamente. Tratando-se de COVID-19, até agora, o que Israel fez, o mundo copiou.

Como vai funcionar? Na prática, para ser considerado completamente vacinado e frequentar lugares como restaurantes, hotéis e eventos, a pessoa deve cumprir algum dos requisitos abaixo:

  1. Ter recebido a dose de reforço (3ª dose) há pelo menos uma semana;
  2. Ter tomado a segunda dose nos últimos 6 meses;
  3. Ter sido diagnosticado positivo também nos últimos 6 meses.

A alteração nos protocolos é significativa e vem depois de uma quarta onda, com a variante Delta, ao passo que pesquisas israelenses recentes também mostraram uma diminuição considerável na imunidade após 6 meses da segunda dose.

Zoom out: Uma mudança no esquema vacinal de um país que possui 9 milhões de pessoas é uma coisa. Alterar isso em países como EUA, China e Brasil, que possuem grandes populações é muito, mas muito diferente. Isso sem falar nos locais que ainda estão com falta de imunizantes para aplicação da segunda dose.

Além disso, o que é relevante pelo mundo hoje?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta