Irlanda concorda e acordo tributário global se aproxima

Big news. A Irlanda finalmente deu o sinal verde para assinar o famoso acordo global que pretende unificar a taxação de países do G-7 e do G-20. A ideia do acordo é deixar as regras tributárias mais uniformes no mundo todo, para evitar evasões fiscais.

Qual a relevância? A Irlanda é ponto chave de toda negociação, por ser sede de várias empresas de tecnologia que operam globalmente, já que oferece uma alíquota de imposto corporativo de 12,5% — tributação menor que a dos EUA, por exemplo.

Focal point: A divergência de taxas entre países faz com que muitas empresas escolham onde abrir suas sedes com intuito de pagar menos impostos e ter mais eficácia nos tributos.

Backstory — “A Reforma Tributária Global”

O plano, que já tem quase 140 países, consiste em estabelecer um imposto mínimo de 15% e tributar as grandes companhias no local que elas operam e obtém lucros, não somente onde estão registradas formalmente.

  • Com isso, multinacionais que costumam alterar seus endereços fiscais para países em que os impostos são menores, perderão o estímulo para realizar esse movimento.

Todos os países do G-20, como Estados UnidosReino UnidoChina e França já apoiaram. O dilema, agora, está na exigência dos 27 países da União Europeia em concordar, restando Hungria e Estônia. Imagina a pressão? risos.

Além disso, o que mais é destaque pelo mundo?

the news 📬

Mais inteligente em 5 minutos. Somos um jornal gratuito e diário, que tem por objetivo te trazer tudo que você precisa saber para começar o seu dia bem e informado.

Notícias, de fato, relevantes sobre as principais atualidades do mundo, do Brasil, tecnologia e do mercado financeiro, sempre nessa ordem.

Direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito, sempre às 06:06. É gratuito, mas pode viciar.

Para se inscrever, clique aqui.

Deixe uma resposta