Chegou a hora de apertar o freio

A notícia é relevante e você vai entender, até se for muito leigo nas finanças. Ontem, o Federal Reserve, o Banco Central dos EUA, anunciou que vai começar a reduzir suas compras de ativos em US$ 15 bilhões/mês a partir do final de novembro.

  • Por que falar disso? Trata-se de um momento marcante na recuperação econômica, que pode influenciar em Bolsas do mundo todo. 

Explicando… 🤓

A COVID-19 chegou e a economia sentiu logo o baque. Para ajudá-la, o Federal precisou apoiar, colocando estímulos na economiaEsses estímulos vieram através de compras de título, em US$ 120 bilhões por mês.

  • Acredita-se que foi esse programa, além de outras medidas, que permitiram uma recuperação econômica mais rápida do que o esperado.

Agora, a economia está se recuperando, mas, ao mesmo tempo, a inflação tem se colocado como outra ameaça.

Com isso, o Fed decidiu que é hora de diminuir os estímulos e esperar até que os preços voltem ao normal, antes de aumentar a taxa de juros, como foi visto aqui no Brasil, no caso da Selic, apesar de ser algo que se mantém no radar. 

A relevância: Assim como, no início da pandemia, o Fed assumiu a liderança no fornecimento de estímulos e foi seguido por muitos outros bancos centraiso mesmo movimento deve acontecer dessa vez.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

NEGÓCIOS

Avisa lá que a Audi voltou

Q3 de volta. Ontem, a Audi anunciou um investimento de R$ 100 milhões para retomar a produção de seus veículos no Brasil, depois