Nem vem com essa, COVID

Cientistas da África do Sul identificaram uma nova variante do COVID-19, com um número “muito incomum” de mutações, e temem que ela leve a outra onda de casosa vilã da vez se chama B.1.1.529.

Ainda não se sabe se trata-se de uma variante mais infecciosa, já que ela só foi identificada em 82 casos. Apesar da pouca quantidade de contaminados identificados, o alerta se dá pelo seguinte:

As mutações foram vistas na parte do vírus — uma proteína — que se liga às células humanas, justamente o alvo das vacinas e dos tratamentos com anticorpos.

Traduz aí, Denilson… Um número maior de mutações nessa proteína pode mudar sua forma, aumentando o risco de que os imunizantes não sejam eficazes contra ela.

Depois que o alerta foi dado, o reboliço já começou…

🌐 A OMS convocou uma reunião especial para amanhã, com o objetivo de discutir a nova variante e o que ela pode significar para vacinas e tratamentos.

🇬🇧 O Reino Unido foi o mais rápido e já suspendeu voos de seis países africanos, que incluem África do Sul, Namíbia, Lesoto, Eswatini, Zimbábue e Botswana.

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

MUNDO

Nem vem com essa, COVID

Cientistas da África do Sul identificaram uma nova variante do COVID-19, com um número “muito incomum” de mutações, e temem