Multa bilionária para a gigante do e-commerce

“Big multa”. A autoridade de concorrência da Itália multou a Amazon em US$ 1,3 bilhão, alegando que a companhia abusou de sua dominância do mercado para pressionar vendedores terceirizados a usarem seu serviço de logística — o FBA.

Segundo relatório divulgado pelo órgão italiano, os vendedores terceirizados recebem um tratamento diferente quando usam sua logística própria ao invés do oferecido pela Big Tech.

Você deve estar se perguntando o que seria um “tratamento diferente”, então aqui vai um exemplo: enquanto vendedores que utilizam o FBA podem participar do Amazon Prime — recebendo pedidos com frete grátis —, as entregas terceirizadas não contam com o benefício.

  • Na prática, a consequêcia disso pode prejudicar muito esses vendedores. Em eventos como Prime Day e Black Friday, eles não aparecem nos destaques do e-commerce, o que diminui seu alcance e, consequentemente, suas vendas.

A Amazon disse que “discorda veementemente” da decisão do regulador. Mas, independente de qualquer coisa, isso traz uma reflexão à tona: até que ponto os reguladores conseguem (e devem) controlar o crescimento de empresas gigantes? Não existe resposta certa ou errada, mas vale refletir.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ