China e Rússia querem se defender do Ocidente

“Seremos firmes”. Os presidentes dos dois (grandes) países se reuniram ontem — em uma call — e concordaram que precisam se manter firmes em rejeitar a interferência do Ocidente e em defender seus interesses de segurança.

Mas, eles estão em ameaça?

As relações dos dois países com os países ocidentais estão como as daquele filho adolescente em crise com seus pais: em alta tensão. risos.

  • Explicando… A China vem sofrendo uma pressão sobre suas práticas hostis e opostas aos direitos humanos, enquanto a Rússia é acusada de planejar invadir a Ucrânia.

O resultado? A união dos excluídos. Moscou e Pequim resolveram se aproximar, formando uma aliança que, curiosamente, também tem um lado financeiro importante

Os dois países concordaram em estender um tratado de amizade e cooperação de 20 anos e, segundo Putin, esse comércio bilateral cresceu 31% nos primeiros 11 meses deste ano — chegando a US$ 123 bilhões. A meta é ultrapassar os US$ 200 bilhões.

Zoom Out: Será que Rússia e China juntas formam uma defesa de peso ou são fragéis se comparadas à força geopolítica dos EUA e do Ocidente como um todo? Vamos ver quem vence essa “batalha”. 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

MUNDO

Dinamarca volta ao antigo normal

Que marco. Em um momento de recorde de casos de COVID, a Dinamarca resolveu fazer o contrário do esperado, suspendendo as restrições

DICAS

Chegou a hora de curtir

Chegou a sexta-feira… Tem que respeitar o momento do descanso. Tem hora pra tudo e esperamos que você tire seu tempo