Eleições polarizadas no Chile chegam ao fim

Ultradireita contra extrema esquerda. Esse foi o cenário das eleições chilenas de ontem, que terminaram com Gabriel Boric — da esquerda — como vencedor, com 55% dos votos. Com 35 anos, ele será o presidente chileno mais jovem da história.

  • Boric foi deputado e líder estudantil e representa uma esquerda progressista revitalizada, que cresceu muito desde os protestos de 2019.

As manifestações daquele ano começaram reinvindicando o aumento da passagem de metrô, mas continuaram em torno de uma crítica geral ao sistema econômico neoliberal.

O que deve vir por aí? Liberal em temas sociais, o novo presidente defende um Estado de bem-estar na área econômica, ao estilo europeu. Suas propostas, de modo geral, giram em torno de…

  • Reformas da previdência, tributária, da saúde e educação;
  • Feminismo, crise climática, trabalho digno;
  • Mudanças no sistema de pensões.

Olhando o todo… Ao que tudo indica, assim como o Chile, ano que vem também teremos candidatos antagônicos disputando o maior cargo Executivo do nosso país.

Com o resultado no Chile, agora, Colombia, Equador, Paraguai, Uruguai e Brasil persistem como os maiores países na América Latina com governos de centro-direita ou direita.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

MUNDO

Dinamarca volta ao antigo normal

Que marco. Em um momento de recorde de casos de COVID, a Dinamarca resolveu fazer o contrário do esperado, suspendendo as restrições

DICAS

Chegou a hora de curtir

Chegou a sexta-feira… Tem que respeitar o momento do descanso. Tem hora pra tudo e esperamos que você tire seu tempo