Votações com apenas um terço de eleitores?

Novidade na “China”. Nesse domingo, os eleitores de Hong Kong foram às urnas pela primeira vez desde que uma reforma eleitoral e a lei de segurança nacional foram impostas à região, tornando o território muito submisso ao regime chinês. O resultado foi um pouco assustador.

Contexto… Essa diminuição na liberdade em Hong Kong imposta pela China recentemente vem gerando protestos e atraindo críticas internacionais duras. O conflito é antigo e, para se aprofundar, é só clicar aqui.

Qual foi o resultado das urnas?

Mais importante que os vencedores para o legislativo foi o número de eleitores. Apenas 30% da população compareceu às urnas. Essa foi a menor taxa de participação em 3 décadas.

O motivo? As novas regras eleitorais exigiram que todos os candidatos fossem examinados para verificação de suas lealdades políticas. Ou, em outras palavras, nenhum podia ser opositor do partido comunista chinês.

  • Ativistas pró-democracia encararam esse silêncio dos cidadãos de Hong Kong como um repúdio à repressão da China.
  • Do outro lado, Carrie Lam — patriota e líder política de Hong Kong — comemorou o resultado das eleições e disse não saber especificar o motivo do baixo comparecimento.

Detalhe… Se abster, votar em branco ou votar nulo ainda são legais em Hong Kong, mas, a partir deste ano, incentivar essas práticas constitui crime. Inclusive, 10 pessoas foram presas no fim de semana por isso.

A turma não gostou… EUA, Canadá e Reino Unido, aliados ocidentais de Hong Kong, já expressaram sua preocupação com as novas regras eleitorais, destacando que as mudanças eliminam qualquer oposição política significativa. Já agradeceu por morar aqui hoje? risos.

COMPARTILHE

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

“Crédito ou Débito?”

(Imagem: Giphy | Reprodução) Crédito. Essa parece ser a resposta preferida dos americanos. O inimigo das finanças pessoais está de