Pílula contra COVID — já é realidade?

Grande avanço. A FDA (Food and Drug Administration) — Anvisa dos EUA — autorizou o uso emergencial do tratamento oral da Pfizer contra o coronavírus.

E quem pode tomar? A pílula — chamada de Paxlovid — é indicada para pacientes maiores de 12 anos que tenham testado positivo para COVID e apresentem alto risco de desenvolver quadros graves da doença.

  • Ainda não é definitivo, já que o medicamento precisa de aprovação da diretoria do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos.

Os números: Em 5 de novembro, a Pfizer mostrou que o remédio reduziu em 89% o risco de internação e morte em decorrência da doença. Além disso, a empresa já disse que o medicamento é eficaz contra a famosa variante Ômicron.

A relevância dessa notícia… O medicamento, que tem foco em tratamento, e não na prevenção, tem o poder de se tornar um aliado da vacina quando o assunto é evitar hospitalizações, mortes e casos graves. 

Ou seja, ele não será um substituto para os céticos na vacina em termos de imunidade, mas pode ajudar a diminuir a fatalidade do vírus.

Zoom Out: Ficamos tanto tempo sem ter como combater a COVID-19 e pode ser que, até o fim do próximo ano, seja comum ter pílulas contra a doença na farmácia perto de casa. 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ