Conectando estabelecimentos contra o desperdício 📦

Conheça a Refood 🧐

A Refood é um app que conecta estabelecimentos com excedente de alimentos à clientes do bairro, interessados em comprar comida por 1/3 do preço cheio — em janelas de horários definidos pela loja.

O mais curioso é que o cliente não escolhe o que vai comer. O pedido vem em uma “Caixa Surpresa“.

💰 Modelo de negócios

A Refood fica com uma taxa fixa por cada venda realizada na plataforma.

📈 Recebeu investimentos?

Não.

👫 Quem está por trás desse negócio?

A empresa foi fundada no início de 2021 por André Paraense, Marcos Nofuentes, Luciano Touguinha e Pietro Lancieri. (Ao clicar, você vai para o LinkedIn deles).

🔮 Nossa análise

O desperdício de alimentos não é apenas uma preocupação social ou humanitária — é ambiental. Quando desperdiçamos alimentos, também desperdiçamos toda a energia e água necessária para cultivá-los, colhê-los, transportá-los e embalá-los.

Além disso, cerca de 6% a 8% de todas as emissões de gases de efeito estufa causadas pelo homem vêm do desperdício de alimentos. Somente nos EUA, a produção de alimentos perdidos ou desperdiçados gera o equivalente a 32,6 milhões de carros em emissões de gases de efeito estufa.

  • Obviamente, por aqui o número é menor, mas dá pra ter uma noção de quão grande o problema é.

Como benchmark de fora, temos a Too Good To Go, marketplace europeu que tem uma solução igual a da Refood. A empresa já captou US$ 45 milhões e conta com mais de 130 mil estabelecimentos parceiros.

O que isso mostra?

  • O mercado em que Refood atua existe e é grande.
  • Tem gente que acredita no negócio a ponto de pagar 45 milhões de dólares para fazer parte.

Já que estamos falando de um marketplace, precisamos analisar as duas pontas do ecossistema:

Estabelecimentos

  • Estabelecimentos lucram com o que seria desperdiçado.
  • Mais um canal de aquisição de clientes.

Consumidores

  • O cliente compra comida com um bom desconto (1/3 do preço cheio) e não paga nenhuma taxa para o Refood e nem assinatura para fazer parte do movimento.
  • Permite que pessoas provem diferentes gastronomias, restaurantes e pratos com preço reduzido.

Também vale destacar algo que chamou bastante a nossa atenção: Mas e se eu não gostar da minha caixa?

É… No caso, não tem o que fazer. risos.

Por fim, durante nossa análise, nos deparamos com a Food To Save, empresa que concorre diretamente com a Refood. O modelo de negócios é igual e nos traz a seguinte pergunta:

Quem vai se consolidar como a maior do mercado e se tornar o “iFood das caixas surpresa”?

📚 Para aprofundar

🤔 O que você faria se fosse o CEO?

Ler é fácil, difícil é fazer. Nos conte aqui o que você faria se estivesse no lugar dos founders. Qual seria sua estratégia, plano de ação, etc?

🦄 E o meu bizness?

Se você quer seu bizness analisado por nós, clique aqui.

🪤 Lembre-se: Nenhuma análise aqui é comprada ou possui interferência das empresas estudadas, é 100% independente.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

um MBA em forma de e-mail

sua dose de conteúdo sobre os assuntos mais relevantes do mundo dos negócios. análises números e insights.

INDICADOS PARA VOCÊ

BIZNESS

As melhores bizcities da África

Muitas vezes, no senso comum, vemos o estereótipo de que a África não está conectada à inovação e ao mundo de negócios —