Você já sabe o que são federações partidárias?

Algo inédito nas eleições de 2022. O STF validou a lei das federações partidárias, que permite que dois ou mais partidos se unam para atuar como se fossem um só. Sabemos bem como o Brasil é o país das “parcerias” na política…

Talvez você não veja novidade alguma, por se lembrar de alguma candidatura que uniu pelo menos dois partidos — como a Dilma (PT) e o Temer (PMDB) em 2010. No entanto, até então, essa união só era permitida através das coligações.

Qual a diferença? O tempo de duração. Enquanto as coligações valiam apenas até as eleições, os partidos que formarem uma federação partidária precisarão ficar juntos por, no mínimo, 4 anos.

Ou seja, o ideal é que as federações partidárias sejam formadas por partidos com ideologias bem parecidas — afinal, uma coisa é desfazer o compromisso logo após uma noite (eleições), outra é ficar 4 anos casado com quem não tem nada a ver. risos.

As vantagens: Por causa dessa maior afinidade entre os partidos, as federações representam uniões ideológicas, e não alianças momentâneas e oportunistas, fortalecendo o sistema partidário como um todo.

Já tem gente de olho… 👀

Por enquanto, 12 partidos estão interessados nesse novo modelo, incluindo PSOL, Rede, PT, PSBPCdoBPVCidadaniaPodemosPDTPSDBMDB e União Brasil. Ufa. Para ver quem quer se juntar a quem, clique aqui.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

DICAS

Eu ouvi sextou?

Já deu pra sentir aquele gostinho do final de semana chegando? Se ainda não bateu a animação, siga as nossas dicas