Cadê as economias da geração Z e dos millennials?

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou que o bolso dos “jovens adultos” sofreu um baita impacto nesses últimos anos.

Qual a situação? Cerca de 46% da Geração Z e 43% dos Millennials afirmaram que suas economias de emergência estão menores em 2022 do que no período pré-pandemia.

  • A mesma pesquisa revelou que, neste período, os membros dessas gerações — que você provavelmente se inclui — são mais prováveis de se verem desempregados ou de aceitarem um corte no salário.

O motivo é simples. O setor mais atingido pelo coronavírus foi o de serviços e é bastante comum ver esses “jovens adultos” trabalhando nos setores de viagens, alimentos, bebidas e hospitalidade — impactados fortemente quando a economia fechou.

Mas e agora, a situação mudou? Embora muitos tenham recuperado seus empregos desde então, a maioria ainda continua sem dinheiro guardado. Até porque, ainda estão pagando as dívidas atrasadas do cartão de crédito. 

Zoom out: Como se não bastasse, pesquisas apontam que os millennials são mais propensos a terem dívidas do que seus pais, levam mais tempo para sair de casa e para atingir marcos tradicionais da vida adulta, como comprar um imóvel ou um carro.

PS: Nos Estados Unidos, os millennials possuem apenas 3% da riqueza do país. Os boomers (geração anterior) detinham 21% com a mesma idadeAprofunde.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

ECONOMIA

E vamos de leilão…

Muitos bilhões em jogo. Nessa quinta-feira, a Aneel vai leiloar 13 lotes de linhas de transmissão de energia, que podem arrecadar