Expectativa de vida brasileira cai 4,4 anos com pandemia

Estamos vivendo menos. Segundo uma pesquisa recente, a pandemia tirou 4,4 anos de expectativa de vida no Brasil.

  • Em 2019, uma pessoa nascida no Brasil tinha expectativa de viver, em média, até os 76,6 anos. Hoje, vive cerca de 72,2 anos.

Mas por que diminuiu? A expectativa de vida é calculada fazendo uma média das idades do conjunto de pessoas pessoas que morreram naquele ano. Com o fator extraordinário que vivemos nos últimos dois anos, pessoas mais jovens morreram além do que é “normalmente esperado”, jogando a média para baixo.

Outra questão polêmica… 👶

Além do aumento do número de mortes no período, menos pessoas nasceram — muitas gravidezes foram adiadas por causa das incertezas.

Indiretamente, isso afeta o crescimento da mão de obra, um problema que já sabíamos que teríamos que enfrentar, mas que foi acelerado em uma década pela pandemia.

  • Com menos nascimentos, a perspectiva é de que a população ativa do país se encolha no futuro. Menos nascimentos = menos mão de obra.

Mas calma… Como a causa foi um período atípico — a pandemia vai acabar —, esses números tendem a voltar ao normal. Logo, a longo prazo, espera-se que o efeito não seja tão expressivo.

Mas qual a real relevância então?  📉

A chamada transição demográfica, ou seja, o aumento da expectativa de vida e a diminuição do número de novos bebês, que vai causar um baita impacto na Previdência e no sistema de saúde. Quanto mais idosos, mais verba é necessária para bancar aposentadorias e mais gastos são feitos com a saúde.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

STORIES

Partilhar

Que amor tão grande Tem que ser vivido a todo instante A cada hora que eu tô longe é um

STORIES

Sentimento feliz

A Ana e o Bruno se conheceram na Alemanha. Ele estava no país pelo Ciências sem Fronteiras, enquanto ela tinha ido cursar toda a

CHAMPS

Do jeito que o povo gosta

A primeira perna de quase todos os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil aconteceram ontem e anteontem, com jogos bem

CHAMPS

Na corda bamba

Não está nada fácil. A seleção brasileira de vôlei masculino está passando por uma fase de altos e baixos. Se a expectativa

CHAMPS

A melhor etapa do ano

Após ficar de fora por dois anos do circuito mundial da WSL, o Brasil voltou a ser palco de uma etapa do

CHAMPS

Isolou?

A grande treta do ano na Fórmula 1 é o porpoising, que, em bom português, são aquelas quicadas que os monopostos dão