Google e Meta que se cuidem — o Tio Bezos tá chegando! 📢

Que anúncios comprar? De tempos em tempos, os diretores financeiros e marketeiros das empresas se juntam para definir o orçamento de publicidade e como esse valor será alocado.

  • Atualmente, mais da metade desses dólares são destinados a algumas poucas empresas que dominam o setor — principalmente Google e Meta.

No entanto, nos últimos anos, a Amazon vem ganhando bastante espaço no mercado, e já tem uma receita de anúncios de mais de 15 bilhões de dólares. Mas nem sempre foi assim. Antes de 2015, apenas Google e Facebook (que ainda não era Meta) reinavam no setor.

A pequena Amazon faturava menos de US$ 1 bilhão com anúncios, o que não é nada, considerando o tamanho da companhia. Mas a gigante do e-commerce está conquistando seu espaço. Veja como o market share mudou ao longo dos últimos anos:

Triopólio nos anúncios? 💰

Juntas, essas três empresas receberam cerca de metade dos mais de US$ 225 bilhões de dólares que foram gastos em publicidade nos EUA, em 2020 — valor que aumenta a cada ano.

E o destaque do momento é a Amazon. No início deste mês, em sua divulgação de resultados, a companhia informou que seu negócio de publicidade segue crescendo rapidamente, e gerou mais de US$ 30 bilhões no ano passadoum crescimento de quase 60% em relação ao ano anterior.

Para efeito de comparação, com esse resultado, a Amazon ultrapassou o YouTube em receita vinda de anúncios. É, Jeffinho e companhia não estão de brincadeira…

Mas não é todo mundo que está no melhor momento… 🤨

Se, de um lado, a empresa que começou vendendo livros está crescendo no universo dos anúncios, do outro, tem gente que não está indo tão bem assim.

  • De quem estamos falando? Da Meta. Após a última divulgação de resultados da empresa de Mark Zuckerberg, suas ações caíram em 25%, resultando em uma perda de US$ 230 bilhões de valor de mercado — a maior já registrada em um único dia de uma empresa dos EUA.

Essa queda foi muito influenciada pelas atualizações de privacidade da Apple, além de medidas recentes de privacidade do Google para impedir o rastreamento entre apps. De acordo com a própria Meta, as mudanças podem lhe custar US$ 10 bilhões em vendas por ano.

Por último, mas não menos importante, talvez você esteja se perguntando: Como funcionam os anúncios da Amazon?

É uma boa pergunta. Afinal, conhecemos a empresa principalmente por seu e-commerce e seus serviços de computação em nuvem (AWS).

  • A Amazon tem muitos dados de compras e interesses de seus clientes, ou seja, ela obtém seus dados através de seu próprio e-commerce, o que não a deixa refém de outras empresas — como o caso da Meta com a Apple, por exemplo.

Seus anúncios funcionam da seguinte forma:

Ao fazer uma pesquisa no site, quando os resultados aparecem, os primeiros são patrocinados (e aparecem identificados como tal) — de forma parecida com as pesquisas no Google, só que dentro do e-commerce.

  • Além disso, também tem anúncios na página dos produtos — quando você está vendo um livro, podem aparecer outros recomendados, em forma de anúncio.

Assim, se você possui — ou trabalha em — um e-commerce, pode ser uma boa alternativa para aumentar a visbilidade de seus produtos e aumentar suas vendas. Outra alternativa muito boa é anúnciar com a gente. É só clicar aqui. risos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ