Como reduzir os riscos das vacinas? ūüíČ

Segundo o CDC, aumentando o tempo entre as doses.¬†O Centro de Controle e Preven√ß√£o de Doen√ßas nos EUA ‚ÄĒ um dos maiores ‚Äúguias‚ÄĚ da √°rea da sa√ļde desde que a pandemia come√ßou ‚ÄĒ¬†mudou sua orienta√ß√£o sobre os intervalos das vacinas.

  • O que mudou:¬†O √≥rg√£o disse que¬†um espa√ßo de 8 semanas¬†para os imunizantes da Pfizer e da Moderna ‚ÄĒ que at√© ent√£o era de 3/4 semanas ‚ÄĒ, fornece¬†mais prote√ß√£o contra o coronav√≠rus, al√©m de diminuir¬†os riscos de miocardite.

Riscos de miocardite? Apesar de serem baixos, eles existem, e a inflamação cardíaca foi observada em alguns homens jovens, especialmente de 12 a 39 anos.

Os n√ļmeros‚Ķ¬†De acordo com o CDC, entre os homens de 18 a 39 anos que receberam as vacinas, a incid√™ncia da condi√ß√£o foi abaixo de 100 por 1 milh√£o ‚ÄĒ¬†menos de 0,01%;

  • Segundo autoridades dos EUA, os riscos de desenvolver miocardite por causa da COVID-19 s√£o¬†100 vezes maiores¬†do que em decorr√™ncia da vacina.

Por que √© relevante?¬†Ainda que as novas diretrizes n√£o afetem grande parte da popula√ß√£o ‚ÄĒ¬†j√° que 73% dos americanos maiores de 12 anos j√° tomaram as duas doses¬†‚ÄĒ, com a nova orienta√ß√£o,¬†a CDC busca aumentar a seguran√ßa da vacina√ß√£o,¬†que √© colocada em quest√£o por muitos daqueles que optaram por n√£o se vacinar.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ