Fertilizantes em apuros?

Uma questão de “quando”. A Associação Nacional para Difusão de Adubos disse, ontem, que o Brasil só tem estoque para fertilizantes para os próximos três meses, colocando um alerta em um dos setores mais importantes para o país: o agro.

A questão da duração, no entanto, não é “unânime”. Na quarta, Tereza Cristina, ministra da Agricultura, disse que o Brasil tem fertilizantes suficientes até outubro.

Para entender melhor… 👩‍🌾👨‍🌾

A compra de fertilizantes está em cheque por vários fatores. Tudo começa em “comprar da Rússia”, que não passou a ser visto com bons olhos, além da questão dos pagamentos — já que o país está sob fortes restrições bancárias — e o fator transporte, uma vez que o fluxo de navios à região também não está normal.

  • O impacto disso: Cerca de 25% dos insumos comprados anualmente vêm da Rússia. Como sabemos, os fertilizantes são peça-chave para o agronegócio brasileiro, que representa mais de 1/4 do nosso PIB.

O que fazer? Sem saber por quanto tempo vai durar essa guerra, a saída é procurar novos fornecedores. A ministra da agricultura disse que vai ao Canadá para tentar garantir o suprimento de fertilizante, evitando uma possível falta.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

ECONOMIA

E vamos de leilão…

Muitos bilhões em jogo. Nessa quinta-feira, a Aneel vai leiloar 13 lotes de linhas de transmissão de energia, que podem arrecadar