A inflação global pode influenciar no home office?

Pior é que pode. O aumento generalizado dos preços ao redor do mundo coincidiu com a volta da força de trabalho ao escritório, fazendo com que muitos funcionários já desejem voltar ao trabalho remotoVamos por partes…

  • Pra começar, voltar ao formato presencial já representa um aumento de custos — tem a roupa para trabalhar, o transporte e os famosos almoços da firma.

O último, inclusive, tem sido um ponto-chave… A inflação chegou ao almoço. Os preços para almoçar fora em fevereiro subiram 6,8% em relação ao ano anterior nos EUA, o maior aumento desde 1981.

Segundo o Wall Street Journal, os pedidos dos trabalhadores aumentaram de US$ 4 a US$ 10 — no final do mês, o impacto é grande.

  • Isso se deve ao encarecimento dos próprios alimentos, mas também do aumento dos ganhos dos funcionários de restaurantes. Resultado = “lunchflation”.

Somado a isso, está a já conhecida alta da gasolina, que tornou mais custosa a ida ao escritório. Ontem, inclusive, o Reino Unido anunciou um corte nos impostos sobre os combustíveis para conter a crise do custo de vida britânico. 

Diversos estados dos EUA também avaliam fazer cortes do tipo, algo também visto aqui no Brasil, que zerou os impostos de importação do etanolE você, também está sentindo a volta ao escritório pesar no bolso?

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ