Agora foi, streaming

Foi sucesso. Ontem, pela primeira vez na história do Oscar, uma plataforma de streaming levou a estatueta de melhor filme para casa — ou melhor, para a sede da Apple.

  • O vencedor foi “No ritmo do coração”, da Apple TV+, que deixou a Netflix se corroendo por não ter sido a primeira a realizar o feito.

A Netflix figurou entre os favoritos nos últimos anos, inclusive em 2022, com “Ataque dos cães” entre os indicados. De qualquer forma, há motivos para ficar feliz pela concorrência…

A vitória da Apple TV+ marcou, no tapete vermelho, uma transição da indústria do entretenimento que vem acontecendo há anos. Apesar do Oscar não ter um forte apelo comercial — juntos, os 10 indicados a melhor filme ganharam 25% da bilheteria do último Homem-Aranha —, a Academia traz um selo de qualidade. 

Depois de ontem, os serviços de streaming provaram que as telas dos computadores de seus usuários são tão importantes, e dignas de Oscar, quanto os telões. Mas o conforto de assistir filme em casa ainda carece da pipoca que só o cinema tem…

  • A premiação de ontem também teve desentendimento. Will Smith deu um tapa na cara de Chris Rock, que apresentava o prêmio de melhor documentário, depois que ele fez uma piada sobre a cabeça raspada de sua esposa.

Clique aqui para ver todos os vencedores, que teve um surdo ganhando um Oscar de atuação de forma inédita. Já avisamos: Duna vai se repetir algumas vezes. 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ