Quando Nova York decide copiar S√£o Paulo. risos. ūüöē‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč

Voc√™ l√™ o d√™nius? Se a resposta for positiva, j√° deve ter visto a √ļltima novidade da Uber, que passar√° a contar com os t√°xis de NY em seu aplicativo. Aproveitando a not√≠cia, vamos trazer uma an√°lise mais aprofundada sobre o assunto.

  • Tudo come√ßou em 2011, quando a startup de mobilidade urbana decidiu confrontar os ic√īnicos ve√≠culos amarelos nova-iorquinos e colocou um pezinho ‚ÄĒ ou melhor, um pneuzinho ‚ÄĒ nas ruas da cidade americana.

Depois de apenas 6 anos de operação, pela primeira vez, mais pessoas estavam usando Ubers do que táxis em NY. Era julho de 2017 e a empresa acabara de registrar uma média de cerca de 290 mil corridas por dia naquele mês, contra menos de 280 mil viagens de táxi.

Deste ent√£o, o impacto aos taxistas foi enorme‚Ķ ūüďČ

Disso você já sabe. Mas, pra ficar mais tangível: Uma licença para taxistas operarem em NY, que custava mais de US$ 1 milhão há alguns anos, hoje vale cerca de US$ 100 mil.

Al√©m disso, ao longo desses anos, quase mil motoristas entraram com pedido de fal√™ncia na Big Apple. Veja no gr√°fico o impacto dos servi√ßos de ridesharing no n√ļmero de corridas de t√°xis, em NYC:

Preste aten√ß√£o entre 2015 e 2020 ‚ö†ÔłŹ

Durante esses anos, enquanto a Uber ascendia ‚ÄĒ juntamente com a Lyft e outras empresas menores do setor ‚ÄĒ, os taxistas enfrentaram o impacto da revolu√ß√£o no mercado de corridas.

Depois disso, com o in√≠cio da pandemia, todos os players do setor foram prejudicados. Agora, o fim das restri√ß√Ķes e retomada das atividades est√° aumentando o n√ļmero de viagens ‚ÄĒ o que foi determinante para incentivar essa nova parceria.

A guerra chegou ao fim? ‚öĒÔłŹ

Num primeiro instante, esse acordo que encerra a competição de uma década entre a Uber e os taxistas pode parecer estranho. No entanto, ambas as partes saem ganhando.

  • A Uber contar√° com 14 mil novos motoristas dispon√≠veis em seu aplicativo para transportarem seus passageiros ‚ÄĒ em um momento em que a demanda e os pre√ßos est√£o aumentando, conforme a pandemia se aproxima do fim.

J√° para os taxistas, √© um novo canal de aquisi√ß√£o de clientes ‚ÄĒ e sem a necessidade de ficar olhando as cal√ßadas para ver se n√£o tem ningu√©m com a m√£o estendida pra chamar um t√°xi. risos.

As outras ambi√ß√Ķes da Uber com a parceria‚Ķ ūüĎÄ

Embora a medida esteja come√ßando na cidade de Nova York, o objetivo da Uber √© que todos os t√°xis do mundo estejam em sua plataforma at√© 2025. Afinal, n√£o deve ser f√°cil dar conta de quase 100 milh√Ķes de usu√°rios ativos. risos.

A empresa j√° fez parcerias com operadoras de t√°xis em alguns pa√≠ses, incluindo v√°rias cidades dos EUA. At√© mesmo em S√£o Paulo essa op√ß√£o est√° dispon√≠vel ‚ÄĒ a √ļnica cidade brasileira que conta com esse recurso, atualmente. Apesar disso, √© a primeira vez que a companhia fecha uma parceria que compreenda uma cidade inteira.

Curiosidade: Por que est√° t√£o dif√≠cil de pegar Uber? ūü§Ē

Pelo que nosso time apurou atrav√©s de conversas com motoristas ao longo dos √ļltimos meses, essas s√£o algumas das principais causas:

‚õĹ Aumento da gasolina: A alta do pre√ßo da gasolina subiu os custos para os motoristas, o que apertou a margem de lucro. Al√©m disso, muitos motoristas aceitam apenas corridas mais longas, por defenderem que, financeiramente, compensa mais.

ūüöó Carros alugados: Muitos motoristas que trabalhavam com carros alugados, com o in√≠cio da pandemia, acabaram ‚Äúquebrando‚ÄĚ e tendo que devolver os carros, por conta redu√ß√£o das corridas e aumento de custos.

ūüôč Aumento de passageiros: Com o fim das restri√ß√Ķes pand√™micas, o n√ļmero de corridas aumentou. Assim, √© preciso de mais motoristas para atender a essa demanda crescente ‚ÄĒ o que justifica a parceria feita em NY.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ