Quantos impostos foram cortados em 2022? 

Chutar esse número é difícil, mas, se quiser tentar, já avisamos: o volume foi grande. Nos três primeiros meses deste ano, foram reduzidos pelo menos 6 tributos, chegando a R$ 57,5 bilhões

Dentre os cortes já anunciados — que incluem de reduções a isenções —, estão…

  • Os impostos sobre produtos industrializados
  • Sobre operações de crédito, câmbio e seguro
  • Alíquotas de PIS e Cofins sobre diesel, biodiesel, gás de cozinha e querosene;
  • Os impostos de importação sobre itens de cesta básica, etanol e bens de informática;
  • Alíquotas sobre motos aquáticas — os famosos jet-skis — e balões;
  • Imposto de renda para investidores estrangeiros.

“Por que reduzir e isentar impostos?” O objetivo é duplo: i) aquecer a economia e ii) desacelerar a inflação. Exemplos…

Os produtos que você compra têm impostos embutidos. Com menos tributos, eles ficam mais baratos e você fica mais aberto a comprá-los. Por outro lado, esse aquecimento não significa um aumento da inflação num primeiro momento —que nada mais é que a alta de preços.

  • Na prática, nesses casos, a população deixou de pagar os tributos, ou pagou menos, enquanto o governo passou a arrecadar menos dinheiro.

Mas nada que impactou: Essas medidas foram realizadas em meio a recordes de arrecadação — em janeiro e fevereiro, a arrecadação alcançou R$ 386,3 bilhões, alta anual de quase 13% —, mas, nos próximos anos, elas podem impactar no Orçamento.

Ao diminuir os impostos, o governo estimula a economia sem criar novas despesasO alerta surge para o médio prazo, se as arrecadações caírem do patamar atual.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ