R$ 30 milhões para popularizar o parto humanizado

Mercado em crescimento. A healthtech Theia — startup que oferece atendimento humanizado para mulheres — levantou um aporte de R$ 30 milhões para expandir sua operação de tecnologia.

  • Fundada em 2019 por duas mulheres, a startup é focada na saúde feminina, com atenção especial para a maternidade.

Qual a ideia da Theia? 🤰

Atender a mulher desde quando ela deseja engravidar, no pré-natal, durante o trabalho de parto e no pós-parto. Depois, a healthtech continua atendendo a família, com acompanhamento pediátrico — circuito completo.

Onde entra o lado tech? A Startup conta com um aplicativo por onde a paciente faz o agendamento de consultas e pode acompanhar sua gestação semana a semana, ampliando o tratamento que hoje fica restrito pra quem pode pagar.

O momento… O aporte mostra que o segmento atende uma demanda real das mulheres, comprovando que o mercado ainda tem muito espaço para crescer.

Zoom Out: Mais de 50% dos nascimentos no país ocorrem via cesárea, enquanto a OMS considera normal uma taxa de até 15%. Com o parto humanizado, uma das metas da Theia é reduzir esse percentual.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ

ECONOMIA

E vamos de leilão…

Muitos bilhões em jogo. Nessa quinta-feira, a Aneel vai leiloar 13 lotes de linhas de transmissão de energia, que podem arrecadar