Políticos em perigo?

Dado preocupante. No primeiro trimestre de 2022, foram registrados 113 casos de violência contra políticos no Brasil, representando um aumento de 48,7% em comparação ao trimestre anterior.

  • A pesquisa entende por violência as ameaças, homicídios, atentados e agressões a políticos, também valendo para membros de suas famílias.

As ameaças lideram entre os registros, mas a violência não acaba por aí: os homicídios figuram na segunda colocação — só nesse último trimestre, foram contabilizados 21 casos de assassinato.

O estado com maior número de registros foi o Rio de Janeiro, com 14 casos, seguido, respectivamente, por Bahia, Pará e São Paulo.

Quem são as principais vítimas? Os detentores de cargos municipais representam 62,8% de todos os atingidos. Olhando para o ranking, o primeiro lugar fica com os vereadores, seguidos dos deputados estaduais e prefeitos.

Zoom Out: Com a aproximação do período eleitoral, já foram registrados dois casos contra pré-candidatos à Presidência, dois contra pré-candidatos a governador e um contra um pré-candidato a deputado federal. A coisa está feia.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

mais inteligente em 5 minutos

tudo que você precisa saber pra começar seu dia bem e informado

INDICADOS PARA VOCÊ